Archive for Abril 2017

Despertar, desesperar, adormecer

10/04/2017

A secreção acumulada impedia a correta abertura dos olhos, trabalho dificultado pelo ardor que sentia pelo suor escorrido da testa. Como nos outros dias, sentia-se mais cansado ao despertar do que ao se deitar. Pela posição do sol na parede ao lado da cama, sabia que a manhã havia terminado e não muito mais restava para a tarde ceder lugar à noite. Não tinha pressa, porém. Não havia motivos para se levantar. Era esperado por ninguém. Seria visitado por ninguém. Ninguém lhe faria companhia.